Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

SE7E PECADOS

Este blog destina-se a divulgar receitas experimentadas por mim, adoro cozinhar, principalmente doces, receitas da minha avó, da minha mãe que me recordam o cheiro dos tempos de criança. E outras encontradas por esses blogs fora...

01
Mai09

Empadão de Seitan

suzi

APRENDER

 

FAZER

 

INOVAR

 

CRIAR

 

É tudo o que tenho feito por aqui. Aprendo coisas novas que me alargam horizontes, investigo, testo e acabo por criar as minhas próprias novidades. Nada de mais, mas as experiências estão a agradar - a mim - e a quem come o que eu faço.

 

Desta vez experimentei o Seitan ou glúten, como por vezes também é designado devido ao nome da proteína do cereal, é um substituto da carne derivado de uma proteína de trigo chamada glúten. O seitan é produzido a partir da preparação da farinha de trigo. Faz-se primeiro uma massa, como para o pão. Esta é depois lavada, num passador, com água corrente. Neste processo perde as gorduras e os hidratos de carbono. A massa lavada é então cozinhada com molho de soja (shoyu ou tamari) e ganha assim uma consistência dura. Fica um preparado fibroso, que deve ser bem cortado em fatias. O seitan é um óptimo substituto da carne e assemelha-se no aspecto. É um produto rico em fibras e minerais(retirado daqui).

 

Ingredientes:

1 embalagem de Seitan (350g)

2 pacotes puré batata (do Lidl)

Pimentão

Concentrado tomate

3 dentes Alho

1 Cebola

Molho soja

Azeite

Louro

Vinho branco

 

Comecei por picar o seitan na 123.

 

 

Depois temperei-o com pimentão, o alho, o louro e o molho de soja.

 

Fiz um refogado com a cebola, o azeite e o tomate, juntei o seitan e um pouco de vinho branco. Deixei cozinhar por cerca de 5 minutos.

 

Entretanto preparei o puré conforme as instruções do pacote. Forrei um refractário com uma camada de puré, depois o seitan e finalmente outra camada de puré. Pincelei com ovo e levei ao forno previamente aquecido a 220º, passados cerca de 3 minutos mudei o forno para o grill até tostar.

 

 

Depois comeu-se e recebi a qualificação de 'DELICIOSO' do juíz mais exigente...

 

 

 

Foi mais uma experiência que correu bem e que é para repetir! É saudável, é saboroso e faz perfeitamente a sua função que é substituir a carne. Cada vez estou mais adepta destes novos alimentos. É verdade que os vegetais não são apreciados cá em casa como refeição principal mas apenas como um complemento. É uma dura batalha ainda por travar. Mas a vida é isso mesmo, pequenas batalhas e pequenas vitórias!

5 comentários

Comentar post