Terça-feira, 4 de Maio de 2010
4 de Maio de 2010
O post de hoje é sobre um tipo de arroz menos utilizado na culinária portuguesa. É uma questão cultural, pois este arroz é muito mais nutritivo, mais completo e mais saudável.
O arroz integral (de cor castanha, devido ao facto de não lhe ser removida a película) deve o seu valor aos nutrientes que se encontram na casca.
O arroz é uma gramínea cultivada desde há milénios na Ásia. A orizicultura, que começou por se desenvolver sobretudo em regiões tropicais e subtropicais, é hoje em dia comum em todo o mundo.
Actualmente existem inúmeras variedades de arroz, que podem ser preparadas de diversas formas, seja como prato principal, acompanhamento ou sobremesa.


Este alimento não possui gordura ou sal, mas é rico em nutrientes, nomeadamente em hidratos de carbono, que fornecem energias indispensáveis a uma alimentação equilibrada e saudável, sendo por isso a base da alimentação de mais de metade da população mundial. Contudo, para podermos falar de valor nutritivo é necessário, em primeiro lugar, distinguir o arroz branco do integral.
O arroz sofre determinados processos específicos para ter uma aparência mais atractiva aos olhos do consumidor, atingir um maior período de conservação e para que se cozinhe mais rapidamente. Para que se torne branco é-lhe retirada a casca e a película e são utilizadas substâncias, como o talco ou a parafina, para o branquear, técnicas estas que simultaneamente eliminam substâncias nutritivas.
O arroz branco contém apenas amido, e os povos mais pobres que baseiam a sua alimentação quase exclusivamente neste alimento sofrem muitas vezes de carências vitamínicas, das quais podem resultar doenças como o beribéri (carência de vitamina B1), por exemplo. Na maioria dos países ocidentais, onde a alimentação é mais diversificada, o arroz branco é geralmente um bom acompanhamento de outros alimentos, dado que fornece energia facilmente assimilável. É aconselhado em casos de desarranjos intestinais.

Por seu lado, o arroz integral deve o seu valor aos nutrientes que se encontram na casca: fibras, vitaminas, minerais e óleos essenciais. Por exemplo, a uma chávena de arroz integral correspondem cerca de 3,5 gramas de fibra, enquanto que à mesma quantidade de arroz branco equivale somente 1g.
O arroz integral é rico em vitamina E, vitaminas do grupo B, cálcio, fósforo e magnésio. Estes nutrientes são importantes numa alimentação equilibrada, e ajudam a prevenir o aparecimento de doenças cardiovasculares e a diminuir o nível de colesterol no sangue. No que respeita ao teor de fibras alimentares contidas no arroz integral,
estas favorecem a digestão, ajudando a promover o bom funcionamento intestinal.
O principal inconveniente deste arroz é que o seu prazo de conservação não é tão alargado como o do arroz branco, e o tempo de cozedura é mais prolongado.
O arroz é ainda um alimento considerado antialérgico, pois não contém glúten, pelo que é escolhido como base da alimentação de pessoas que sofrem de determinadas alergias alimentares, como é a doença celíaca. Também aqueles que não toleram a proteína do leite (alérgicos à lactose), ou os veganos, têm nas bebidas elaboradas à base de arroz uma óptima alternativa. A substituição do arroz branco pelo integral introduz na alimentação diária maior valor nutritivo.
Ingredientes:
3 chávenas de café de arroz integral
9 chávenas de água
sal
azeite
1/2 cebola
2 dentes de alho
Preparação:
Coloque o arroz de molho, pelo menos, 2 horas. Lave-o muito bem, mude a água e lave novamente massajando muito bem com as mãos. Na panela de pressão faça um refogado com o azeite, a cebola e o alho. Escorra o arroz e coloque-o na panela, deixe fritar ligeiramente. Adicione a água e o sal. Tape a panela e deixe cozer durante 30 minutos. Desligue a panela e deixe perder a pressão. Sirva como acompanhamento.
Este arroz tem um sabor muito agradável e presta-se a receitas diversas. Irei testar outras variações.
Aconselho a experimentarem, até porque é muito diferente do arroz tradicional e vale a pena testar este sabor selvagem!
Informação retirada do site Centrovegetariano e do blog menoscaloriasmaisvida. A receita, essa é mesmo da minha autoria!
publicado por suzi às 10:08
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
10 comentários:

Carla @ 11:09

Ter, 04/05/10

Olá,
Por acaso hoje vou incluir no meu almoço arroz integral, por isso este post veio mesmo a calhar. Fiz uma quantidade enorme e congelei parte. Sempre posso utilizá-lo em saladas se gostar do sabor, porque é a primeira vez que vou comer este arroz. Claro que aliados em casa para estas refeições não tenho a julgar pelo olhar lançado ao tacho.:))
Beijinhos,
Carla

Ameixinha @ 12:15

Ter, 04/05/10

Há muito anos que é o arroz que eu como, aliás... tudo é de base integral na minha alimentação :)

buxi @ 14:15

Ter, 04/05/10

Muito bom, como praticamente todos os dias. Deixo aqui a minha receita:
Ferver com agua e sal durante 25 a 30 minutos. Escorrer a agua que sobra no fim. Voilá :)
Habituei-me a fazer sem gordura por causa das dietisses :P
bjks!

suzi @ 15:11

Ter, 04/05/10

Pois, e tens razão, eu é que ando a pecar... lol... Bjs

buxi @ 17:47

Ter, 04/05/10

nada disso, continua com essas boas receitas que nos fazem muito bem a alma!hehe! E verdade eu nao chego a meter o arroz em agua antes, se calhar é do tipo.
bjkas

Smas @ 16:00

Ter, 04/05/10

Adoro esse arros, o pessoal cá de casa é que não vai na conversa e chateia-me fazer uma coisa diferente para mim...

isabelocas @ 20:24

Ter, 04/05/10

Tenho uma embalagem guardada de arroz integral, fiz uma vez e não gostei, mas já comi várias vezes.
Vou fazer como dizes, depois digo como ficou.
Bjs

Rute @ 21:27

Ter, 04/05/10

Ora assim é que é, a comer produtos integrais. Podes afirmar que aí nem no arroz há desperdicio. A fibra da casquinha é deveras importante.

Também consumo bastante arroz integral, mas o meu favorito é o semi-integral biologico da biocoop.

A julgar pela foto ficou bem malandrinho esse teu :)
Beijinhos e boa semana.

Moira @ 16:19

Qua, 05/05/10

Eu gosto de arroz integral, e o meu marido não reclama, por isso faço-o bastantes vezes, às vezes compro basmati integral na loja indiana do Martim Moniz para variar. Fiquei curiosa quanto ao semi-integral de que a Rute fala.

suzi @ 23:43

Qua, 05/05/10

Olá! Sabes que cá em casa tenho o meu filho mais pequeno que é um esquisitinho de primeira, por isso não faço tantas vezes como gostaria! Bjs

Comentar post

suzise7epecados
Ideias recentes
 
messenger_code_117968768348004_2
Tags
Arquivos
2017:

 J F M A M J J A S O N D

2016:

 J F M A M J J A S O N D

2015:

 J F M A M J J A S O N D

2014:

 J F M A M J J A S O N D

2013:

 J F M A M J J A S O N D

2012:

 J F M A M J J A S O N D

2011:

 J F M A M J J A S O N D

2010:

 J F M A M J J A S O N D

2009:

 J F M A M J J A S O N D

Mais comentados
184 comentários
164 comentários
72 comentários
60 comentários
Comentários recentes
  • Excelente receita. Já fiz: fica linda, mas excessi...
  • Este bolo foi adotado cá em casa por grandes e peq...
  • Acabei de fazer esse bolo, ficou maravilhoso!
  • onde moro existem desses frutos silvestre ás carra...
  • Que bom aspeto.Beijinhos,Clarinhahttp://receitaset...
  • Muito fácil rápido e fica muito leve e fofo é me...
  • Que bolachinhas mais deliciosas.Adorava comer uma ...
  • Fiz e ficou maravilhoso
  • ADOREI FICOU FANTASTICO, VOU VOLTAR A FAZER MAIS V...
  • Boas.Não consigo encontrar o modo de preparação do...
  • Links
    RSS